Se você está interessado em baixar algum álbum postado a partir de 2015, entre em contato por e-mail: prolasdorock@yahoo.com ou deixe seu contato nos comentários (este não será visível publicamente), e o link será enviado o mais breve possível!


Mais informações aqui: http://goo.gl/ra9cdp


-------------


If you are interested in downloading any posted album from 2015, contact by email: prolasdorock@yahoo.com or let your email in comments (this will not be visible publicly) and the link will be sent as soon as possible!


More info here: http://goo.gl/ra9cdp

terça-feira, 22 de agosto de 2017

HARD ROCK - F.G. - Before The Start - 1972


Artista / Banda: F.G.
Álbum: Before The Start (Single)
Ano: 1972
Gênero: Hard Rock
País: Noruega

Comentário: Banda norueguesa cujas informações são praticamente desconhecidas, a não ser o nome dos membros e o lançamento deste único single em 1972, pela Experience Records. O guitarrista Robert Birkeland formaria futuramente o grupo Allison. Ambas as faixas presentes no compacto são curtas e cantadas em inglês, trazendo uma pegada influenciada pelo 'hardão setentista', ao estilo power trio, e clássico. Destaque para o trabalho pesado nos riffs e solos de guitarra, acompanhado por baixo marcante e bateria furiosa. Certamente uma banda que tinha capacidade para lançar um álbum completo, mas infelizmente ficou pelo caminho.

Norwegian band whose information is practically unknown, other than the name of the members and the release of this single in 1972 by Experience Records. The guitar player Robert Birkeland would later form the group Allison. Both tracks in the single are short and sung in English, bringing an early 70's hard rock influenced music, power trio style, and classic. Highlight for heavy work on guitar riffs and solos, accompanied by great bass and furious drums. Certainly a band that had the ability to release a full album, but unfortunately got in the way.

Músicos:
Cenneth Kobbeltvedt (bateria)
Helge Solberg (baixo)
Robert Birkeland (guitarra)
Rolf Veland (vocal)

Faixas:
01 Before The Start 3:36
02 Thinkin' About That Rock'n Roll 2:57

sábado, 19 de agosto de 2017

PROG / KRAUTROCK - REAKTOR 4 - Pannschüppenczewski - 2017 (1975)


Artista / Banda: Reaktor 4
Álbum: Pannschüppenczewski
Ano: 2017 (1975)
Gênero: Progressive Rock / Krautrock
País: Alemanha

Comentário: Pérola vinda de Bottrop, no oeste da Alemanha, formada por jovens locais. O quarteto gravou material em estúdio e que teve apenas 1 cópia (dubplate), dada de presente ao baterista, e que foi milagrosamente recuperada e remasterizada em 2017, sendo lançada pela Garden of Delights, com 3 faixas bônus gravadas ao vivo.
As 7 faixas presentes, maioria longas e todas instrumentais, trazem influências de rock progressivo tradicional e krautrock (sendo o próprio nome da banda uma homenagem ao Kraftwerk), com pegada experimental e jam session em vários momentos. A flauta é muito presente e guia o instrumental, acompanha por boas passagens de guitarra e bateria. O ponto negativo é a qualidade do som, principalmente nas 4 primeiras músicas, que ainda passa longe do ideal, mas não compromete a audição.

Only ONE original vinyl copy of this album exists. That copy was given as a present to the band's drummer, Reinhold Stania, in 1975. It was unfortunately played too often and is therefore quite badly damaged. And to make the story even sadder, the master tapes were thrown away. Fortunately it was possible to restore (and decrackle!) the music for this reissue, though a couple of moments still don't sound perfect. Reaktor 4 was an obscure but wonderful progressive band from Germany's Ruhr Area that hardly ever played outside its hometown of Bottrop. The music is intrumental with experimental tendencies and a leading role for the flute. This CD-reissue, which includes bonus material, is an interesting item for any fanatical prog/kraut enthusiast.
Text: Clear Spot


Músicos:
Johannes Brackmann (baixo)
Reinhold Stania (bateria)
Paul Döing (guitarra)
Siegfried Meyer (guitarra, flauta)

Faixas:
01 Fantasie in E 8:16
02 Kassiopeia 7:52
03 Grillenvorbeiflug 6:02
04 Muttertag 11:54
Bônus:
05 Kassiopeia 7:36
06 First Cry 11:41
07 Menetekel 7:04

terça-feira, 15 de agosto de 2017

PSYCH/ PROG ROCK - PTOLOMY PSYCON - Loose Capacitor (EP) - 1971


Artista / Banda: Ptolomy Psycon
Álbum: Loose Capacitor (EP)
Ano: 1971
Gênero: Psychedelic Rock / Proto-Prog
Países: Inglaterra

Comentário: Pérola formada por jovens estudantes de Birmingham, e que lançaram apenas este mini-álbum (10") de forma privada, com míseras 50 cópias e capa feita à mão, sendo hoje um dos mais caros discos da época e ainda não relançado. Composto por três faixas que totalizam 22 minutos, o som mescla rock psicodélico e influências dos primeiros momentos do progressivo (proto-prog), típico do final dos anos 60 e começo da década seguinte. O destaque fica para as duas canções mais longas "Azrael" e "No One To Blame", mais experimentais e ousadas, com passagens de órgão, violino e flauta, acompanhando a guitarra e vocais amadores.
Um dos 'santo graais' do rock inglês setentista, recomendado tanto pela raridade quanto qualidade.

Ptolomy Psycon practically defines the raw UK underground of the early 1970s. I suppose the 99 count Holyground albums, or the hyper rare Dark album can give you an indication of the recording quality. But the music is definitely influenced by the upcoming progressive rock movement, especially Hawkwind, Steel Mill, Jethro Tull and King Crimson. The AC also offers "Ptolomy Psycon has lots of that UK psychy proto-prog flavor. This was released as a 10" EP, in an edition of only 50 copies with homemade covers. The band were from the Birmingham area, and were supposedly all students in the same school (around 16-17 years old, I think). In fact, all the "orchestral" stuff you'll hear on this was apparently done by their school band, who they hired to play on the recording!"
Text: CD Reissue Wish List

Músicos:
Dave Gardner (guitarra, violino, vocal) 
Steve Biddle (baixo, vocal) 
Fritz Jones (guitarra, flauta) 
Tim Wood (piano, órgão, vocal) 
Adrian Laycock (bateria)

Faixas:
01 Azrael 11:27
02 Shadow Bright 4:22
03 No One To Blame 6:45

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

AFRO FUNK - ROCK TOWN EXPRESS - Same - 1977


Artista / Banda: Rock Town Express
Álbum: Rock Town Express
Ano: 1977
Gênero: Afro Funk / Rock
País: Nigéria

Comentário: Trio formado em Lagos por músicos de origens camaronesas, mas que já tocavam em bandas locais como Wrinkar Experience e The Faces. Lançaram 4 LPs até 1980, sendo este o segundo, relançado ano passado pela austríaca PMG.
O som é típico do oeste africano na época, mesclando um poderoso e envolvente groove na percussão e psicodelia da guitarra fuzz barulhentas, somada a passagens viajantes de teclados. As letras são todas em inglês e trazem temas sociais / políticos em algumas canções, como "Peaceful Solution", "Spaceville Rape" e "Nobody's Man", que são também o destaque da obra.

The Rock Town Express here comes across with lots of fuzz in the guitars – that later psych influence that was tripping across the African scene in the late 70s, often mixed with a bit of funk – as in some of the hipper Zamrock grooves of the period! The approach here is maybe a bit lighter than some of those, but still equally trippy at the best moments – especially when the keyboards get kind of weird and spacey – even as the whole thing's held together by strong lead vocals, and some captivating English language lyrics! Titles include the upbeat groover "Nobody's Man", which has a mad trumpet part at the start – plus "Spaceville Rape", "Peaceful Solution", "I Want To See You Tonight", and "Shake It On Baby".


Músicos:
Edjo'o Jacques Racine (vocal, baixo, guitarra, percussão)
Ginger Forcha (vocal, teclados, guitarra, percussão)
Felix Nsango (bateria, percussão)

Faixas:
01 I Want To See You Tonight 05:21
02 Shake It On Baby 04:33
03 Peaceful Solution 04:19
04 I Want To Love 04:33
05 Spaceville Rape 05:31
06 Nobody's Man 05:49


sexta-feira, 4 de agosto de 2017

SAMBA JAZZ - BONG PEÑERA - Batucada Sa Calesa - 1977


Artista / Banda: Bong Peñera
Álbum: Batucada Sa Calesa
Ano: 1977
Gênero: Latin / Samba Jazz
País: Filipinas

Comentário: Pianista filipino que ficou conhecido como pioneiro na influência de ritmos brasileiros na cena local, lançando 3 álbuns durante os anos 70, enquanto estava na casa dos 20 anos e acompanhado de seu grupo 'Batucada'. Na década seguinte o artista continuou tocando em excursões pela Ásia, porém sem novos materiais. 
Posto aqui seu segundo disco, composto de 10 faixas, maioria curtas, e que trazem uma forte influência dos ritmos bossa nova e samba jazz e nomes como Tom Jobim, João Gilberto, Astrud Gilberto, entre outros. O som é dinâmico, pulsante e sofisticado, com belas variações instrumentais, onde destaca-se o piano de Peñera, mas também o trabalho rítmico e nas cordas. Os vocais são femininos e masculinos e também merecem ênfase, sendo todas as letras em inglês.
Interessante registro para apreciadores da música brasileira, por ser feita por músicos a mais de 20000 km de distância, recomendado!

The Batucada is probably the only jazz group that could remain a trio and still retain the sound of a full band. It’s a tease in a way and its diminutive size has baffled many. It plays music that is versatile, universal and certainly rhythmic. Of all the elements that make up the art we know as music, the most fundamental is rhythm. The pulse, the beat—this is the foundation of it all, natural and inevitable, growing our of life itself. The cycle of night and day, the turning seasons of the years, the beat of one’s heart, the steady pace of one’s footsteps" these things are always with us, we are surrounded by rhythm. Thus explains Bong as he points out the particular adherence to the Brazillian idiom and as to why he chose the name "Batucada" which means "beat." Their music is just it –pulsating, never giving too much of forcing too much, sometimes aggressive, sometimes funky, or soulful and seasoned with sophistication and a case definitely beyond their years. There is depth but not the kind that is confined to the intellectual alone, and there is the dynamic creativity evident in their performances: not one piece is repeated exactly the same as it was first played.


Músicos:
Bong Peñera (piano, teclados, cordas, vocal)
Jun Enriquez (violão, guitarra)
Sonny Nabong (baixo, percussão)
Cesar Yumping (bateria, percussão)
Mila Garcia (vocal)

Faixas:
01 Beat Contemplation 4:49
02 Samba For Luisa 7:10
03 Imee 3:23
04 Two Themed Samba 3:18
05 Lullaby 3:02
06 Batucas Se Calesa 2:52
07 Amanda´s Theme 4:13
08 Go 4:02
09 Tell Me 4:35
10 Valse Nova 3:32


domingo, 30 de julho de 2017

PSYCHEDELIC ROCK - ROMUALD I ROMAN - Z archiwum Polskiego Radia Vol. 5: Nagrania radiowe 1968-1976 - 2007


Artista / Banda: Romuald I Roman
Álbum: Z archiwum Polskiego Radia Vol. 5: Nagrania radiowe 1968-1976
Ano: 2007 (1968-1976)
Gênero: Psychedelic Rock
País: Polônia

Comentário: Grupo formado em Braslávia no final dos anos 60 e que passou por várias formações durante quase uma década de atividades, porém lançando apenas um EP nesses anos, assim como muitas bandas do leste europeu. Trago aqui uma compilação com gravações antigas feitas em rádio local e lançadas em CD duplo. 
São no total 32 faixas que totalizam mais de 2 horas de música. Na primeira parte nota-se um som mais pop psicodélico, com influências de Beatles e era inicial de Pink Floyd (apesar de exceções como na pirada 'Czy potrafię'). Já no segundo CD (que na minha opinião merece mais atenção) o som é mais maduro e beira o heavy psych, jams viajantes e uso sem restrições de guitarra wah-wah, além de algumas passagens de órgão e flauta, sintetizados na longa 'Towarowy rusza do Indii'. As letras são todas em polonês e o vocal possui momentos de gritos, ruídos e efeitos.
Um belíssimo registro da história do rock underground no leste europeu, recomendado!


Incredible as it may seem, many Polish beat and rock groups never were able to release singles or lps. Most recorded songs for Polish radio and hoped that they would get airplay which in turn would give them a hit song then an album contract. The story of Romuald i Roman is a long one but they actually released one 7" ep and a giant catalog of unreleased recordings which sat preserved on reels in Polish recording studios. Once Digiton Records bought the rights, they issued a compilation of most of their recordings. Many years on, the expanded 2 cd version appeared on Polskie Radio/Jedynka Records in 2007. 

What an amazing group they were. Early on in '68 they merged the sound of Syd Barrett-rea Pink Floyd with The Cream and The Who. Creative psych pop with sweet backing vocals. Later they changed into wah-wah hippie fusion rock sounding at times like "Get Back Sessions" Beatles or anyone who had a wah-wah guitar pedal at the time. Magnetic songwriting and intense slow then fast playing. Their use of silence in dramatic parts was rather unique. They actuallu remained together for a long time without fanfare. A gem of a group!



Músicos:
Romuald Piasecki (guitarra, vocal)
Roman Runowicz (guitarra, vocal)
Andrzej Tylec (bateria)
Andrzej Pluszcz (baixo)
Jacek Krzaklewski (guitarra)
Sarandis Juwanudis (bateria)
Jan Jacek Baran (baixo)
 Zbigniew Stemplowski (órgão) 
Krzysztof Orłowski (flauta, piano)

Faixas:
1.1 Kto poznał ten świat 2:50
1.2 Znasz ten dom 4:15
1.3 Pytanie czy hasło 5:13
1.4 Człowiek 5:34
1.5 A ja nigdy i basta 2:32
1.6 Kamień 5:22
1.7 Bobas 3:00
1.8 Będziesz panią w moim piekle 2:59
1.9 Talizmany 3:42
1.10 Na twój znak 3:48
1.11 Twoje słowa jak łubin 3:08
1.12 Wszystko ci kupiłem 2:20
1.13 Czy potrafię 7:15
1.14 Gdyby przebaczać mogli wszyscy 2:51
1.15 Jak dwie rzeki 3:55
1.16 W białą Noc Narodzenia 2:56
2.1 Spacer Mleczną Drogą 4:23
2.2 Towarowy rusza do Indii 11:20
2.3 Coś we mnie drzemie 2:59
2.4 Wędrujesz tak 3:22
2.5 Towarowy rusza do Indii (Live) 9:43
2.6 Coś we mnie drzemie (Live) 3:36
2.7 Idź Dalej (Wersja 1) 3:40
2.8 Patrycja 3:09
2.9 Wieczorny nokturn 5:29
2.10 Wszystko ci kupiłem 2:16
2.11 XXI zbliża się wiek 2:27
2.12 XXI zbliża się wiek (Wersja instrumentalna) 2:27
2.13 Płonie ognisko 3:15
2.14 Idź dalej (Wersja 2) 4:50
2.15 Kto 4:08
2.16 Coś we mnie drzemie 2:58

quarta-feira, 26 de julho de 2017

FOLK ROCK - JOHN DONOGHUE - Spirit of Pelorus Jack - 1973


Artista / Banda: John Donoghue
Álbum: 
Spirit of Pelorus Jack
Ano: 1973
Gênero: Folk Rock
 País: Nova Zelândia

Comentário: Músico e compositor neo-zelandês de Northland, que nos anos 60 integrou pequenos grupos locais como Cheshire Katt, Dizzy Limits e Timberjack (nome que adotou como seu artístico posteriormente), na década seguinte foi membro da grande Human Instinct e lançou seus dois únicos discos solo.
Com participação de ex-companheiros do Timberjack e também Quincy Conserve e Fourmyla, o debut traz 10 curtas faixas de folk rock, misturando a bagagem dos músicos. O resultado são belas composições acústicas e aparentemente simples, porém com construções instrumentais interessantes, destacando-se o piano, sax e violões, acompanhando o vocal e coros.
Trabalho sólido e recomendado para fãs de folk rock

A New Zealander musician and composer who in the 1960s integrated small local groups such as Cheshire Katt, Dizzy Limits and Timberjack (name he later adopted as his artistic), he was a member of the great Human Instinct in the following decade and released his only two solo albums.
Featuring former Timberjack members and also from Quincy Conserve and Fourmyla, the debut features 10 short folk rock tracks. The result is beautiful acoustic and apparently simple compositions, but with interesting instrumental constructions, emphasizing the piano, sax and acoustic guitars, accompanying the vocal and choirs. Solid and recommended work for folk rock fans.


Músicos:
John Donoghue (piano, violão, vocal)
Martin Hope (violão, guitarra, backing vocals)
Graeme Thompson (baixo, backing vocals)
Steve McDonald (bateria, piano, acordeão)
Johnny McCormick (saxofone)

Faixas:
01 Song for a Princess 3:18
02 Regrets and Things 3:10
03 Like an Old Time Movie 3:49
04 Hardly Been Worthwhile 2:46
05 Spirit of Pelorus Jack 4:49
06 Be My Friend 3:02
07 Song for Vanda 3:58
08 A Worm's Eye View of Blackpool 3:35
09 A Pretty Song 2:06
10 Geraldine 2:23

domingo, 23 de julho de 2017

COUNTRY BLUES - VICTORIA VAREKAMP & MARK JANSEN - Blues & Boogie Woogie - 1971


Artista / Banda: Victoria Varekamp & Mark Jansen
Álbum: Blues & Boogie Woogie
Ano: 1971
Gênero: Country Blues / Piano Blues
 País: Holanda

Comentário: Projeto de dois artistas que desde o início dos anos 60 participavam de pequenos grupos de blues da cena holandesa, ambos com outros LPs solos lançados, porém quase desconhecidos nos dias atuais. Dividido em 13 covers de clássicos das décadas de 40 e 50, há uma distinção clara entre os lado A e B. O primeiro (indo até 'Boogie Woogie Stomp') trata-se de piano blues / boogie woogie totalmente instrumental; animado e rápido, onde os irmãos Mark e Robert Jansen fazem um grande trabalho. Já no lado que fecha o disco, ouvimos um country blues arrastado e tradicional; Varekamp surge com seu vocal melancólico e marcante, influenciado pelas grandes vozes femininas do estilo, acompanhada pela corneta e piano.
Certamente uma pérola que agradará fãs do bom e velho blues! Recomendado!

Project of two artists who participated of small blues groups of the Dutch scene since early '60s, both with other solo LPs released, but almost unknown today. Divided into 13 covers of '40s and '50s classics , there is a clear distinction between the A and B sides. The first (going until 'Boogie Woogie Stomp') is all instrumental piano blues / boogie woogie; animated and fast, where brothers Mark and Robert Jansen do a great job. On the side that closes the disc, we hear a traditional country blues; Varekamp appears with her melancholy and outstanding vocal, influenced by the great feminine voices of the style, accompanied by the cornet and piano.
Certainly a gem that will please fans of good and old blues! Recommended!


Músicos:
Mark Jansen (piano)
Robert Jansen (piano)
Andre Blankert (violão)
Rob Schreuder (bateria)
Victoria Varekamp (vocal)
Antoine Gerson Lohman (corneta)

Faixas:
01 Texas Worried Blues
02 Sixty Nine Blues
03 Kentucky
04 Pitchin` The Blues
05 Yancey`s Bugle Call
06 Turn On Your Heart
07 Boogie Woogie Prayer
08 Boogie Woogie Stomp
09 Make Me A Pallet On The Floor
10 Early That Morning
11 Cherry Pickin` Blues
12 Monkey Woman
13 Married Man Blues

quarta-feira, 19 de julho de 2017

FOLK / CLASSIC ROCK - NOVA BANDA - À Procura De Nada... - 1982


Artista / Banda: Nova Banda
Álbum: À Procura De Nada...
Ano: 1982
Gênero: Folk / Classic Rock
País: Portugal

Comentário: Grupo vindo de Castelo Branco e é hoje uma das maiores raridades vindas de Portugal, com pouquíssimas cópias e que nunca chegaram a ser distribuída comercialmente. O disco é dividido em 10 curtas faixas bastante influenciadas pelo som da década anterior, entre doses de folk, psicodelia e country, porém ficando próximo do rock comum e acústico na maioria das canções. Destaque para as passagens de gaita-de-boca e guitarra, acompanhando os vocais em português, trazendo um ar nostálgico e melancólico nas letras.
Talvez um daqueles registros que valem mais pela raridade do que qualidade, mas mesmo assim possui seus bons momentos. 

Group from Castelo Branco and is nowadays one of the biggest rarities coming from Portugal, with very few copies and never commercially distributed. The album is divided into 10 short tracks heavily influenced by the sound of the previous decade, between folk, psychedelia and country, but getting close to common and acoustic rock in most songs. Highlight for the passages of harmonica and guitar (electric and acoustic), accompanying the vocals in Portuguese, bringing a nostalgic and calm  in the lyrics.
Perhaps one of those records that are worth more for rarity than quality, but still have its good moments.

Músicos:
Tó Candeias (guitarra, vocal)
Álvaro Beites (guitarra, harmônica, vocal)
Fernando (baixo)
Tó Zé (percussão)

Faixas:
01 Menina De Bem
02 Andam P'rai A Dizer
03 Há Que Parar
04 Reduzido A Nada
05 Pacto Escondido
06 Velhinhos Da Treta
07 À Procura De Nada
08 Corre Em Vão
09 Estrada Do Tempo
10 Vida De Bêbado

segunda-feira, 17 de julho de 2017

JAZZ FUNK - TRANZAM - Funky Steps - 1974


Artista/ Banda: Tranzam
Álbum: Funky Steps
Ano: 1974
Gênero: Jazz Funk / Classical Crossover
País: Japão

Comentário: Quase super-grupo japonês formado em 1974 por ex-membros do Flower Travelin Band, The Happenings Four e outros. Após lançar um disco homônimo no mesmo ano vários membros saíram e a banda seguiu um caminho ao funk e posteriormente disco, obtendo certo sucesso local até começo dos anos 80.
Neste segundo LP são trazidas 6 reedições de peças clássicas de compositores como Vivaldi, Franz Liszt e Tchaikovsky, totalmente instrumentais e que podem ser classificadas como jazz-funk. As músicas possuem boas variações, entre momentos mais dinâmicos e de groove com outros reflexivos e profundos, onde destaca-se o trabalho de Shinohara nos teclados e piano, percussão, metais e guitarra. Apesar de não ser nenhuma grande adição ao gênero, ainda sim é um trabalho sólido e recomendado para fãs.

Almost Japanese super-group formed in 1974 by former members of Flower Travelin Band, The Happenings Four and others. After releasing a self-titled album the same year several members left and the band followed to a funk and later disco music, obtaining some local success until the early 80's.
In this second LP are brought 6 reeditions of classical pieces of composers like Vivaldi, Franz Liszt and Tchaikovsky, totally instrumental and that can be classified as jazz-funk. The songs have good variations, between more dynamic and of groove moments with other reflective and deep, where the Shinohara s work in the keyboards and piano, percussion, metals and guitar stands out.



Músicos:
Tugutoshi Goto (baixo)
Hideki Ishima (guitarra)
Nobuhiko Shinohara (teclados)
Tome Kitagawa (percussão)
Chito Kawachi (bateria)
+
Eiji Arai (trombone)
Kenichi Sano (trompete)
Koji Hadori (trompete)

Faixas:
01 Dance Ritual Of Fire From Love, The Magician 6:05
02 Largo From Mandolin Concerto 4:15
03 Dream Of Love 9:12
04 Morning From Peer Gynt Suite No.1 8:21
05 Andante From Pathetic Symphony 3:47
06 Moderato From Piano Concerto No.2 3:50